top of page

Difícil - Cécile Coulon

Traduzido pelos participantes da oficina de tradução LAPOFRAN 2022.1.


Quero te dizer que é difícil

construir qualquer coisa nova

da qual você não faz parte:

não é culpa sua, simplesmente

não sou tão sólida

para nos carregar, nós dois.

Quero te dizer que é difícil

admitir que te amo,

meu amor por você é tenaz e silencioso.

A gente se parece muito:

a gente fica furioso da mesma forma,

a gente se cala da mesma forma,

a gente desaparece da mesma forma

e somos do mesmo jeito

adoravelmente impertinentes e tão bonitinhos

e divertidos, é claro.

Quero te dizer que é difícil

fazer de conta que você não existe.

Ao envelhecer sei que meus medos vão me cegar,

que vou ficar paralisada de angústias,

incapaz de pronunciar certas palavras,

incapaz de rever certas pessoas,

incapaz de me entregar a certas emoções,

incapaz de tantos atos

que eu precisaria de outro poema

para listar todos.

Então escrevo essas coisas para, na hora certa,

lembrar que tive na minha juventude

a possibilidade de linguagem.

Quero te dizer que é difícil

te amar como te amo

sem uma palavra, sem um gesto carinhoso, com esse lago

suplicante no fundo dos olhos e essa raiva na borda

dos lábios.

Não voltarei aos nossos momentos:

agora que sou quase uma boa fera

doméstica

tudo isso que se encontra do outro lado da barreira

logo me cansa e observo

essa paisagem um pouco cinza onde de repente teu sorriso

me mancha

as tardes de um grande remorso.


Poema publicado em Les Ronces, 2021.


Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page